Conteúdo

CondorNews

18 de maio de 2021

Bom dia,

A retomada econômica está cada vez mais clara. Com o retorno dos volumes e desvalorização do real, as empresas que possuem operações globais, ou são exportadoras, seguem se beneficiando da alavancagem operacional, gerada pela maior diluição dos custos fixos.

Siga-nos nas redes sociais e convide os seus amigos para o nosso canal gratuito de notícias do Telegram: https://linktr.ee/Condor_Insider

Resultados 1T21

Iochpe-Maxion (MYPK3): registrou receita líquida recorde no 1T21, totalizando R$3,1 bilhões, crescimento de 40,8% na comparação anual que pode ser explicada pelo aumento no volume de vendas no Brasil, América do Norte e Ásia e a variação cambial favorável. Com isso, o EBITDA ajustado alcançou R$374,7 milhões, avanço de 78,5% a/a. Por sua vez, o lucro líquido foi de R$51,5 milhões vs. R$9,2 milhões no 1T20.

Petrorecôncavo (RECV3): apresentou forte redução no prejuízo do trimestre, atingindo perdas R$12,9 milhões neste 1T21 vs. R$136 milhões reportados no mesmo período do ano anterior, explicado pelo maior preço do brent e pelo fato do 1T20 ter sido impactado por uma variação cambial negativa de R$229,4 milhões. A receita líquida totalizou R$245,8 milhões, crescimento de 25,7% em relação ao 1T20. Por fim, o EBITDA foi de R$131,6 milhões, representando um aumento de 25% a/a.

Panvel (PNVL3): reportou aumento de 20,5% no lucro líquido ajustado do 1T21, indo a R$19,7 milhões. A receita líquida atingiu R$752,3 milhões, crescimento de 8,6% a/a, refletindo a abertura de 27 lojas desde o 1T20. Como consequência, o EBITDA ajustado somou R$37,5 milhões, alta de 10% sobre o mesmo período do ano anterior.

Hermes Pardini (PARD3): com volume recorde de 32,5 milhões de exames realizados no primeiro trimestre deste ano, o lucro líquido alcançou R$50,1 milhões, ante R$15,8 milhões reportados no 1T20. Com isso, a receita líquida cresceu 54,9% no 1T21, indo a R$477,5 milhões. Já o EBITDA alcançou a marca de R$106,4 milhões, uma variação positiva de 110,6% frente ao mesmo período do ano anterior.

Cruzeiro do Sul (CSED3): impulsionado pelo EAD, a companhia apresentou lucro líquido ajustado de R$31,5 milhões no 1T21 vs. R$10,1 milhões no 1T20. Por sua vez, a receita líquida ficou praticamente estável em relação ao primeiro trimestre de 2020, totalizando R$421,1 milhões, enquanto o EBITDA ajustado registrou um aumento de 30,8% a/a, indo a R$125,1 milhões.

Boa Safra Sementes (SOJA3): em sua primeira divulgação de resultados após o IPO, a Boa Safra apresentou receita líquida no 1T21 de R$13,4 milhões vs. R$1,2 milhão no a/a. O baixo volume da receita neste trimestre pode ser explicado pelo fato da sazonalidade do setor, em que o primeiro semestre é marcado pelo processo de beneficiamento e colheita das sementes. Considerando os últimos 12 meses, a receita líquida totalizou R$600,7 milhões, avanço de 2,07% no comparativo anual. Com isso, o EBITDA do 1T21 foi de R$0,14 milhão negativo vs. R$7,9 milhões positivos no mesmo período de 2020. Já o lucro líquido de R$1,8 milhão apresentado no 1T20, foi revertido para um prejuízo de R$2,8 milhões neste trimestre.

Mosaico (MOSI3): registrou no 1T21 queda no lucro ajustado de 68%a/a, atingindo o montante de R$2,9 milhões, explicado pelo forte crescimento dos gastos com marketing e com pessoal. Por outro lado, a receita líquida avançou 18,4% na comparação com o 1T20, totalizando R$51,2 milhões. Como consequência da elevação das despesas, o EBITDA ajustado do 1T21 foi de R$6,9 milhões, queda de 55,4% no comparativo anual.

Notícias Corporativas

Copel (CPLE6): divulgou que a Copel Geração e Transmissão assinou contrato para aquisição do Complexo Eólico Vilas, que possui 186,7 MW de capacidade instalada, pelo valor de R$1,06 bilhão.

IPO / Follow ons

Multilaser: a empresa de produtos eletrônicos retomou o processo para realizar seu IPO na B3. Dessa vez a oferta se dará apenas pela distribuição primária de novas ações, sendo os recursos direcionados diretamente ao caixa da companhia. Os recursos captados na operação serão destinados para amortização de dívidas, reforço do caixa e potenciais aquisições.

Invest Tech: a gestora de ativos de empresas de tecnologia também protocolou seu pedido para realizar a oferta pública inicial. A oferta visa levantar recursos necessários para aquisição de 100% das cotas do seu fundo Capital Tech II FIP, no qual a companhia passará a deter participação indireta na Sky.One, Ahgora, Quality, Acesso e E-construmarket. Adicionalmente, a companhia pretende investir em mais 3 ou 4 novos negócios.

Proventos / Distribuição

Eztec (EZTC3): anunciou a distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2020 no montante de R$96,2 milhões, equivalentes a R$0,4239 por ação. O pagamento será realizado no dia 21/mai, com base na posição acionária de 29/abr.

Participações Relevantes

GetNinjas (NINJ3): comunica que a Verde Asset atingiu posição acionária relevante na companhia, correspondendo a 9,77% do total das ações emitidas.

CESP (CESP6): informa que a Bradesco Asset (BRAM) aumentou sua participação acionária na companhia, passando a deter 5,09% do total das ações PN Classe B emitidas.

Fonte: t.me/condorinsights

condorinsider.com

O canal t.me/condorinsights é gratuito para investidores realmente raiz. Fiquem à vontade para convidar amigos

Disclaimer: essa seleção de notícias tem fins informativos e educacionais. Portanto, nenhuma parte dela deve ser interpretada como recomendação de investimento em determinados ativos. Tais recomendações são disponibilizadas exclusivamente aos assinantes condorinsider.com

Comente essa publicação

Dúvidas? Fale conosco